sábado, 16 de abril de 2016

Vamos deixar que nos conduzam?


É o país dos teus filhos que você vai entregar a eles?


Tijolaço



POR FERNANDO BRITO · 16/04/2016






Em menos de 24 horas se inicia a cena golpista que poderá entregar a Michel Temer e Eduardo Cunha o completo comando do país que ambos, há tempos, impedem que seja governado.

Salvo, claro, a confirmar-se a notícia do Valor – na qual disse não crer tanto assim – de que o comando golpista estivesse cogitando adiar a votação.

Trabalho, portanto, com esta premissa.

O que nos dá um dia, um só dia para jogar a sorte de nosso país, de nossas famílias e de nosso povo contra imagem que está aí em cima sobre quem deve conduzi-la.

Goste-se ou não de Lula, goste-se ou não de Dilma, não são dois ratos, e isso é óbvio.

Ainda que fossem de Lula tudo o que seus detratores de Lula dizem ser, não chegaria aos pés do que Michel Temer e Eduardo Cunha , comprovadamente têm, e nem é preciso incluir as fortunas suíças do segundo.

Mas não é neste sentido, é no sentido moral que o mestre Aroeira os retrata impiedosamente.

O primeiro, traidor, conspirador, intrigante e dissimulado o quanto pôde e obsceno no instante em que mais se exigiria discrição.

Quem lembrar do recolhido silêncio de Itamar durante o impeachment de Collor e ouvir o crocitar de Michel Temer saberá a diferença entre um homem público e um reles aproveitador.

O segundo, que todos sabem ser – a começar da imprensa e dos juízes acovardados do Brasil – um notório achacador, recolhedor de dinheiro, explorador da fé – recordam das duas centenas de “sites de Jesus” que o espertalhão registrou em seu nome? – e porta-voz de todas as causas discriminatórias, repressivas e regressistas.

Vamos deixar que nos conduzam?

Salvemos nosso país de ser entregue a quem, pelo voto, jamais teria o seu comando.
Postar um comentário