sábado, 26 de novembro de 2016

90 Anos

Fidel Castro



































"Para os ignorantes de plantão que estão comemorando a morte de Fidel Castro, fica aqui minha compreensão. Eu os compreendo. Eu sei, deve ser muito difícil pra essa gente que nunca fez nada pelos demais (e mal faz por si mesma) imaginar que este senhor que morreu aos 90, aos 27 anos comandou a tomada do quartel de Moncada e que aos 30 e poucos estava à frente de uma das revoluções mais importantes para compreender a geopolítica e a história do século XX. 

Deve ser duro mesmo olhar para nossas vidinhas insignificantes, uma existência que talvez não seja lembrada nem sequer pelos descendentes, e se deparar com uma biografia como a do Fidel Castro. Imagina que esse cara era de uma família rica de Cuba e deixou o conforto familiar para lutar numa revolução. Como pode? 

E tu aí não topa sequer entrar em greve pra não estragar os planos de férias, afinal, o pacotinho pago parcelado da CVC é mais importante do que qualquer causa coletiva. Não topa ir a um protesto pra não atrasar a janta e fica chamando quem protesta de vagabundo. Realmente, para quem pensa assim só sobra o deboche, a zombaria. Eu entendo, mentes assim, vidas como essas, não têm condições de compreender um personagem como Fidel Castro." 


Por Natalia Pietra




Postar um comentário