sábado, 21 de dezembro de 2013

Mundial Feminino de Handebol - Brasil está na final!

Belgrado (Sérvia)


Melhores Momentos da campanha das meninas até chegar na final com a Sérvia





A equipe feminina brasileira vai pegar a Sérvia, no domingo, às 14h15 (horário de Brasília), na final do torneio.

Abaixo, alguns momentos da campanha das meninas!

















O Brasil está na final!




A "Batalha de Belgrado" contra a Hungria, dois dias antes, colocou o nome das meninas da seleção na história do handebol brasileiro. Pela primeira vez, elas chegavam tão longe em um Mundial. Mas a semifinal não era o bastante. Elas queriam mais. Queriam tanto que repetiram a dose, venceram a Dinamarca de novo - assim como na fase de grupos -, dessa vez por 27 a 21, garantindo assim a vaga na final e uma medalha inédita para o país. A decisão marca o reencontro com a Sérvia, derrotada por 25 a 23 no Grupo B. O GloboEsporte.com acompanha os lances em Tempo Real, domingo, às 14h15m (de Brasília).

Ao contrário do primeiro duelo, ainda na fase de classificação, Brasil e Dinamarca começaram o confronto desta sexta com cautela. Sem queimar a posse da bola, as europeias equilibravam as ações, mas com a defesa coesa, o Brasil saiu na frente com Ana Paula, Alê (duas vezes), Dara e Deonise: 5 a 2 em sete minutos. Ao parar Kristiansen duas vezes, Babi fechava o gol. Ao contrário de Morten Soubak, o técnico dinamarquês revezava bastante suas titulares.

A defesa brasileira dava conta do recado. Aos 17, por cobertura, a melhor do mundo Alexandra Nascimento fez um golaço, abrindo 10 a 5. Atrás, Babi aparecia de novo, como em arremesso de Schumacher, aos 20. Com o jogo físico se sobressaindo, os dois ataques tinham dificuldades, e por quatro minutos ninguém mudou o placar, até a Dinamarca trazer o marcador para 10 a 8, com Thorsgaard e Burgaard. A seleção, porém, logo se recompôs e voltou a abrir quatro gols de vantagem com Dani Piedade, Ana Paula, Deonise e Samira, fechando a etapa com 14 a 10.

Concentrado, o Brasil começou o segundo tempo de forma aguda. Com seis minutos, ampliou para sete gols a vantagem que já era grande: 19 a 12. Gigantes, Deonise (duas vezes), Duda e Alê não deixavam a Dinamarca crescer na partida. Aos dez, com seis gols de vantagem, a seleção perdeu Duda por dois minutos após falta técnica, e a Dinamarca diminuiu com Gravholt: 20 a 15. Aos 12, em milagre, Babi defendeu em dois tempos, salvando em cima da linha, para delírio da torcida sérvia, que torcia para a seleção brasileira.

Faltando 15 para o fim do duelo, o Brasil tinha 22 a 17, e quando não conseguia o gol, defendia bem, até Jensen diminuir. Babi, porém, levantou o ginásio ao salvar contra-ataque e fazer mais uma defesa quando a Dinamarca podia trazer a diferença para apenas três. Com dificuldades ofensivas, o Brasil só voltou a fazer gol aos 21, com Samira, mantendo quatro gols de vantagem: 23 a 19. Aos 24, em lance decisivo, Alê voltou a abrir quatro gols para a seleção em tiro de sete metros: 24 a 20. Nervosas, as dinamarquesas começaram a errar, e, com Duda, Ana Paula e Dani, o Brasil fez 27 a 21, liquidando o jogo e colocando a seleção em uma final histórica contra a Sérvia, no domingo.

ESCALAÇÕES

Brasil: Babi; Dara, Ana Paula, Alê, Deonise, Duda e Fernanda. Entraram: Mayara, Dani Piedade, Amanda, Déborah Hannah e Samira.

Dinamarca: Greve; Kristiansen, Stine Jorgensen, Fisker, Burgaard, Gravholt e Jensen. Entraram: Norgaard, Line Jorgensen, Schumacher, Bonde, Tholsgaard, Hansen e Holmsgaard.

Semifinais
Sérvia 24 x 18 Polônia
Brasil 27 x 21 Dinamarca

Final (domingo)
14h15m - Brasil x Sérvia

A campanha do Brasil no Mundial
Primeira fase:
Brasil 36 x 20 Argélia
Brasil 34 x 21 China
Brasil 25 x 23 Sérvia
Brasil 24 x 20 Japão
Brasil 23 x 18 Dinamarca

Oitavas: Brasil 29 x 23 Holanda
Quartas: Brasil 33 x 31 Hungria
Semifinal: Brasil 27 x 21 Dinamarca
Final: Brasil x Sérvia

Postar um comentário