domingo, 16 de março de 2014

A Machete errada... depois, dias depois, o erramos quase escondido. E ocê,,,,, pagando!


"Erramos" ou "Mentimos"? 



FOLHA DE SÃO PAULO corrige dez dias depois afirmação falsa de Reinaldo Azevedo, seu colunista, sobre o "Mensalão". Episódio é mais uma demonstração do baixo nível do jornalismo feito pelos principais órgãos da oligarquia midiática brasileira





FOLHA ERRA E, DEZ DIAS DEPOIS, CORRIGE REINALDO


Com apenas quatro meses na Folha de São Paulo, o blogueiro Reinaldo Azevedo, de Veja.com, erra feio em informação sobre o julgamento da Ação Penal 470, apelidada de “mensalão”; ele havia acusado o ministro Ricardo Lewandowski de ter inocentado réus do PT da acusação de corrupção ativa, o que é falso; após longos dez dias da informação errática, o jornal se obrigou a reconhecer o “erramos”, de forma tímida, publicado junto com outros temas, sem nenhum destaque ou visibilidade; é a estreia precoce de Reinaldo na coluna “erramos”?


16 DE MARÇO DE 2014 ÀS 13:33


do Brasil 247


O blogueiro Reinaldo Azevedo estreou, neste domingo, na coluna Erramos da Folha de S. Paulo, com a seguinte correção:


“ERRAMOS – PODER (7MAR, PÁG.A5): Diferentemente do informado no texto ‘Barbosa no Tronco’, o ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski votou pela condenação do ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores Delúbio Soares pelo crime de corrupção ativa, no julgamento do mensalão” http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/156637-erramos.shtml


Cego pelo ódio e acertadamente chamado de rottweiler pela Ombudsman da Folha, Suzana Singer, Reinaldo Azevedo publicou “Barbosa no Tronco”, em 7/3/2014, fazendo patrulha ideológica contra os críticos de Joaquim Barbosa. Curiosamente, antes da Ação Penal 470, Reinaldo Azevedo era um maiores opositores da indicação de Barbosa ao STF, por Luiz Inácio Lula da Silva, e, antes do julgamento do mensalão, ficou famoso por publicar inúmeros artigos contra a atuação desequilibrada de Barbosa no Supremo.


Eis o erro grotesco de Reinaldo Azevedo:

“(...) Por que Lewandowski? O homem inocentou José Dirceu, Delúbio Soares e José Genoíno até do crime de corrupção ativa, mas foi duro com Kátia Rabello e José Roberto Salgado, do Banco Rural. Para esse gigante da coerência, os crimes da ‘Ação Penal 470’ (como ele gosta de chamar) poderiam ter sido cometidos sem a participação da trinca petista. É grotesco!”. http://www1.folha.uol.com.br/colunas/reinaldoazevedo/2014/03/1421820-barbosa-no-tronco.shtml


Uma semana depois, em 14/3/2014, o blogueiro tentou minimizar o seu erro e publicou, em tímido “post-scriptum”, a meia-corrigenda:


“PS – Não erramos, errei! Afirmei, na semana passada, que Ricardo Lewandowski absolveu Delúbio Soares do crime de corrupção ativa. Ele o condenou”. http://www1.folha.uol.com.br/colunas/reinaldoazevedo/2014/03/1425251-viva-a-guerra.shtml


Não adiantou. Hoje, dez dias depois, a Folha de São Paulo foi abrigada a assumir o erro de Reinaldo Azevedo e publicar o “Erramos” que o blogueiro tanto temia.


Dessa história, uma coisa fica clara: na Folha de São Paulo, Reinaldo Azevedo não fica tão livre para desinformar como largamente pratica em seu blog de Veja.




Fonte:http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/133363/Folha-erra-e-dez-dias-depois-corrige-Reinaldo.htm
Postar um comentário